Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245

artigo crítico memorial

abstracts

português
Antonio Riserio, intelectual baiano, comenta as qualidades arquitetônicas e simbólicas do projeto do escritório Brasil Arquitetura para a Casa de Òsùmàrè em Salvador.

how to quote

RISERIO, Antonio. Casa de Òsùmàrè. Projetos, São Paulo, ano 18, n. 210.02, Vitruvius, jun. 2018 <http://agitprop.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/18.210/7004>.


Carta aberta ao Brasil Arquitetura e à Casa de Òsùmàrè
Antonio Riserio

É com viva alegria – humana, cultural e política – que vejo o projeto do escritório Brasil Arquitetura (arquitetos Marcelo Ferraz e Francisco Fanucci) para a Casa de Òsùmàrè em Salvador. Por dois motivos simples, mas fortes: o significado do projeto e a qualidade arquitetônica.

No primeiro caso, não posso deixar de assinalar uma continuidade. Em meados da década de 1980, integrando a direção da Fundação Gregório de Mattos, criei e coordenei o Projeto Terreiro, iniciativa inédita na história da administração pública brasileira.

Ali, pela primeira vez em nosso país, um órgão oficial formulou e pôs em prática uma política de recuperação e proteção de templos religiosos não-católicos – no caso, as veneráveis casas de candomblé da Cidade da Bahia.

Naquela época inclusive, juntamente com Waly Salomão, saí publicamente em defesa da Casa de Òsùmàrè, contra uma obra que a Prefeitura pretendia realizar (e, em consequência de nossa atitude, alterou sua localização), que devassava um espaço iniciático do terreiro.

Hoje, ao ver o projeto do Brasil Arquitetura, lembro-me do projeto de recuperação integral do Gantois, feito pelo arquiteto Luís Villa (da equipe de João Filgueiras Lima, Lelé), em 1986. Chegamos a iniciar as obras desse projeto, mas não conseguimos finalizá-las – por falta de recursos.

O projeto de Ferraz e Fanucci para a Casa de Òsùmàrè tem aquele mesmo caráter de intervenção geral, inclusive com tratamento da encosta (uma preocupação nossa no Gantois). Um projeto que encanta e convence, pelo que tem de cuidado e qualidade. Uma lição, aliás, de que hoje Salvador, maltratada arquitetônica e urbanisticamente, tanto necessita.

Espero que desta vez os recursos venham – e que a bela obra seja realizada em sua inteireza, como algo de forte e novo na paisagem religiosa e cultural da Bahia.

[memorial]

nota

NE - texto originalmente publicado na página Facebook do autor e reproduzida no portal Vitruvius com sua autorização.

sobre o autor

Antonio Riserio é antropólogo, poeta, ensaísta e historiador.

comments

210.02 projeto
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

210

210.01 habitação unifamiliar

Casa em Cotia

210.03 edifício escolar

Escola Vila Luiza

Karine Knob

newspaper


© 2000–2018 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided